3 de agosto

Marketing sensorial: como melhorar a experiência do cliente na loja de móveis?

 

Você já ouviu falar em marketing sensorial? O nome é bem autoexplicativo. Essa modalidade de marketing corresponde a ações que estimulam os nossos sentidos (olfato, paladar, tato, visão e audição) para fazer com que os clientes não esqueçam da sua marca e, também, gerar mais vendas.

Essa técnica surgiu na Inglaterra e tem ganhado adeptos no Brasil e, apesar de ainda não ser muito popular, é uma alternativa de complemento ao marketing tradicional. O estímulo que o cliente recebe, seja visual, auditivo ou de outro tipo, faz com que ele fique envolvido com o produto, marca ou, até mesmo, o estabelecimento, e isso ajuda na decisão da compra.

A estratégia pode ser utilizada em diversos segmentos. Inclusive em uma loja de móveis, onde o estímulo visual é o principal foco. Vejamos algumas dicas de como utilizar o marketing sensorial a seu favor!

Mantenha o ambiente agradável

Não é difícil sair do lugar comum de uma loja de móveis para criar um ambiente agradável e confortável para os seus clientes. A ideia é deixá-los à vontade e, para isso, você pode aromatizar o ambiente, por exemplo. Algumas lojas são tão cheirosos que o cliente entra e não tem vontade de sair.

Você também pode apostar em flores na decoração para dar uma aroma natural à loja. Em cidades grandes, a poluição é um problema sério e, quando uma pessoa entra em um lugar florido e perfumado, a sensação de bem-estar é muito boa. Isso prende e conquista o cliente, pois em um ambiente tão agradável, fazer compras é um prazer.

Crie cenários realistas

É muito comum que as lojas de móveis organizem seus produtos de acordo com o tipo e isso pode até ser funcional. Pois os clientes irão direto nas seções que têm interesse, ainda que isso não seja nada atrativo.

Você está vendendo móveis, ou seja, objetos para a casa.

Então, que tal compor ambientes que lembrem a casa de seus clientes?

FOCCO_corpo_3_8_2016 marketing sensorial

Como estamos trabalhando com o marketing sensorial, criar cenários dentro da loja é uma estratégia bem interessante. Imagine que você vai se casar e precisa comprar os móveis de sua casa.

Quer algo mais prático do que ir à loja e encontrar um belo exemplo de sala ou de quarto, com todos os móveis incluídos?

Incrível, não?

Você não ficaria tentado a comprar aqueles móveis?

Marketing sensorial também pode propiciar experiências

A criação de ambientes é uma ótima ideia e você pode utilizar estes ambientes para propiciar novas experiências aos consumidores. Sua loja pode ter uma cozinha completa, por exemplo, e introduzir o cliente naquele ambiente. Convidá-lo a sentar-se à mesa, servir um café ou um suco e deixar que ele imagine a cozinha de sua própria casa é uma tática infalível.

Não se esqueça, no entanto, do restante da loja! De nada vai adiantar criar ambientes lindos em alguns espaços e deixar outros desorganizados. O cliente deve ser estimulado desde o momento que ele entra até a hora de sair da sua loja, pois é assim que o marketing sensorial trabalha: instigando os sentidos dos clientes para que eles se sintam motivados a comprar.

Você já usou alguma dessas estratégias de marketing sensorial na sua loja? Como foram os seus resultados? Compartilhe sua opinião e experiência conosco!

Deixe seu comentário