14 de outubro

Como calcular o preço dos móveis em uma loja de planejados

Quando falamos sobre como definir o preço dos móveis, a primeira coisa que vem à cabeça dos empresários e gerentes de lojas é: “Devo saber quanto pagarei pelo produto, devo inserir um percentual de X% e…. Pronto! Já tenho o valor final”.

Quase todos se esquecem que o preço gera lucro e cobre os custos e despesas da loja de móveis. Mas também é um elemento de marketing e afeta a maneira como ela compete e se posiciona no mercado.

Vamos entender melhor o que está por trás de cada uma dessas variáveis. E também vamos apresentar algumas estratégias de precificação que podem te auxiliar a precificar da forma correta. Confira:

Definir o preço dos móveis é importante para cobrir custos e despesas

A primeira coisa a fazer ao pensar em definir o preço dos móveis e seu projeto é descobrir se ele cobrirá ou não suas despesas relacionadas à venda, entrega e montagem. Mas como fazer isso?

Calcule todos os custos e despesas que terá com a venda e entrega de um móvel ou de um projeto completo

Nesta fase, é importante identificar quais são os custos relacionados à operação de suas lojas de móveis:

– investimento em mostruário;

– despesas com folha de pagamento;

– comissão de vendedores

– pagamento de montadores e transporte dos móveis;

– pagamento de aluguel;

– pagamento de água, de luz e de telefone.

É necessário também lembrar que existem impostos que incidem sobre a compra e venda dos móveis.

A maioria das lojas de móveis se enquadram na faixa tributária do Simples Nacional, pois suas atividades anuais não ultrapassam o valor de 3.600 milhões de reais. Ao optar pelo Simples, os impostos são recolhidos por meio do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS) e a alíquota varia entre 4 e 11,61% da receita bruta. É importante consultar um contador nesse momento.

definir o preço dos móveis

Faça os cálculos de custos com marketing e captação de novos clientes até a entrega dos projetos na casa do consumidor. Verifique a margem de lucro que pretende ter ao vender seus projetos. Calcule o valor médio final que eles deveriam ter e faça uma análise sobre os preços praticados pela concorrência.

Observe que não calcular todos os custos, definir erroneamente a margem de lucro corretamente e não ficar atento à concorrência poderá fazer com que sua loja de móveis tenha dificuldades em manter suas operações. As chances de vender projetos que não se paguem ou praticar preços que o mercado não está disposto a pagar, geram prejuízos para sua loja de móveis.

Descubra como os concorrentes estão precificando seus móveis

Não há segredo: se o preço dos móveis do concorrente é menor que o seu e vocês competem pelo mesmo público-alvo, então você teria que criar uma estratégia de diferenciação que chame a atenção dos clientes potenciais.

Nem sempre o cliente escolhe pelo preço. Muitas vezes ele pode ser influenciado pela confiança em determinado vendedor, no atendimento ou até mesmo em serviços agregados à venda que seu concorrente não oferece. Esse é o segundo momento de decidir sobre como definir o preço dos móveis.

Como definir preço dos móveis pensando no consumidor?

As fórmulas mais conservadoras de precificação vão sugerir que você determine uma margem de lucro fixa e a atribua em todos os seus projetos e orçamentos.

Mas existem 3 estratégias positivas que podem mudar sua relação com os consumidores e com o mercado:

“Penetração no mercado”

É muito usada por loja de móveis que estão começando a vender determinado tipo de projeto pré-estabelecido, iniciando suas atividades naquele ponto de venda ou testando promoções.

Ela consiste em oferecer um projeto de móveis planejados que tem a qualidade acima da média do mercado, mas com um preço igual ao da média. Isso faz o consumidor entender que o preço dos móveis para sua casa é inferior ao valor percebido ao comprar algo “desconhecido”.

Barganha

Neste caso, a qualidade está na média do mercado, mas o preço está abaixo. A barganha é uma espécie de promoção e só tem sentido se for usada durante um curto período de tempo. Ela serve para aumentar o capital de giro da empresa. Ou em determinadas ocasiões, para aumentar o conhecimento de sua loja de móveis na região.

Superbarganha

Aqui a qualidade está acima da média e o preço bem abaixo que o praticado pelos seus concorrentes. É o tipo de orçamento imperdível! Este preço não deve ser mantido por muito tempo e tem uma missão a cumprir: diminuir a quantidade de clientes na loja de móveis do concorrente.

Em todas as estratégias estão envolvidas duas variáveis que você deve levar em conta:

1) A percepção do consumidor, pois nem sempre aquilo que você entende como vantajoso é visto da mesma forma pelo consumidor;
2) uma estratégia de mercado, afinal, seu preço deve ser estabelecido com uma finalidade clara (penetração, diminuição de clientes no concorrente, aumento do conhecimento sobre sua loja). Além a de gerar lucro e pagar suas despesas operacionais (é claro!).

Você tem alguma outra dica sobre como calcular o preço dos móveis e projetos em uma loja de móveis planejados? Que tal compartilhar conosco? Deixe um comentário! Nós também separamos um outro artigo que fala sobre SPED Fiscal, você sabe o que é isso? Confira aqui!

definir o preço dos móveis

Deixe seu comentário